Rádio Comunhão - Comunhão Espírita de Brasília

28 de maio de 2018

Entregue suas doações da Campanha do Agasalho até o fim de junho

O inverno já deu sinais de que vai ser rigoroso. Que tal estender as mãos e fazer um gesto para agasalhar aquelas pessoas mais simples da nossa cidade? Muitas vezes não as vemos, mas elas estão ali, sofrendo debaixo das pontes, perambulando nas ruas, vivendo em barracos, hospitais, asilos e orfanatos.

São a estes irmãos necessitados, muitas vezes invisíveis aos nossos olhos, que a Comunhão Espírita de Brasília destina a Campanha do Agasalho de 2018.

Divaldo Franco tem ressaltado ultimamente que devemos descobrir os ‘invisíveis’. “Aaqueles que estão padecentes e nós não os vemos”, diz o médium. Essa atenção pode ser com um abraço, como cita Divaldo.

Vamos, então, abraçar o corpo de cada um desses invisíveis, adultos e crianças, com cobertores, agasalhos, roupas e acessórios que os abriguem do frio. As doações podem ser feitas também em dinheiro, por depósito bancário.

Até quando doar: Até 30 de Junho
O que doar: cobertores, edredons, casacos, roupas em geral para crianças e adultos, luvas, cachecóis, tocas, meias etc.
Onde entregar: Almoxarifado da Comunhão, ao lado do Auditório Bezerra de Menezes, no horário das 9h30 às 20h30
Doação monetária: Banco 070 – Banco Regional de Brasília, Agencia 204, C/C 030.114-8

Fonte: Equipe de Comunicação da Diretoria de Promoção Social da Comunhão

Share:

Cantando a Doutrina traz no sábado (2) a dupla Silvinha e Jorge Luiz

A dupla de músicos espíritas Silvinha e Jorge Luiz são, para muitos, uma referência quando se trata de canções espíritas de boa qualidade. O repertório do casal inclui lindas músicas, garimpadas, com muito bom gosto, dentre as inúmeras composições espíritas já criadas. Ouvir esses clássicos na bela voz de Silvinha, acompanhada pelo seu marido, o excelente violonista Jorge Luiz, é uma experiência que traz, ao mesmo tempo, relaxamento e enlevo a quem escuta. A dupla, que já tem um CD gravado, se apresentou na Câmara dos Deputados, na sessão solene em homenagem ao Centenário de Chico Xavier, em 2010.

Venha se deliciar com as músicas apresentadas por esse talentoso casal no Cantando a Doutrina do dia 2 de junho, às 17 horas, no auditório Bezerra de Menezes da Comunhão Espírita de Brasília. A entrada é franca.

Se você for de outro estado, assista ao vivo, pela internet, através do site da TV Comunhão (www.tvcomunhao.com.br), do canal 11 do site da FebTV (www.febtv.com.br) ou no canal do YouTube da Comunhão Espírita de Brasília (youtube.com/user/comunhaoespirita1)

Share:

Próximo domingo, 3 de junho, tem Festa Junina no Nosso Lar

A tradicional Festa Junina do Nosso Lar já tem data: 3 de junho. Marque na agenda e aproveite para comer e beber quitutes juninos, dançar quadrilha e brincar nas barracas de jogos.

O Nosso Lar espera você e sua família sempre com muito carinho e animação. As cartelas de 10 reais para compra de comidas, bebidas e jogos já estão à venda nos diversos grupos mediúnicos, de passe e de estudos. Toda a renda adquirida antecipadamente é utilizada no preparo da festa. Por isso, participe e adquira as suas. Caso não possa, elas estarão à venda no local.

Share:

Em mesa redonda, expositores explicam que transição planetária não é hecatombe


A Comunhão Espírita de Brasília recebeu na sexta-feira (25) a primeira edição do projeto Mesa Redonda, promovido pela Federação Espírita Brasileira (FEB). Em debate, estava um tema que muito instiga: transição planetária. O presidente da Comunhão, Adilson Mariz, mediou a conversa, que contou a participação do vice-presidente da FEB, Geraldo Campetti, e dos expositores Mayse Braga e Arismar Léon. Eles responderam perguntas feitas pela plateia.


Mayse iniciou explicando que a transição planetária é um acontecimento previsto desde a criação do orbe terrestre. “Esse momento diz respeito a nossa própria transformação. Temos que avançar. Se estamos encarnados hoje é porque voltamos para consertar algo e estarmos prontos para essa nova era. Essa encarnação é definitiva para nossas almas”, disse.

Aurismar Léon contextualizou o momento atual e ressaltou que não a primeira vez que o planeta Terra passa por uma transição. “Há quatro mil anos, antes de Cristo, houve uma transição de um mundo primitivo para um de provas e expiações e que, agora, se prepara para chegar à regeneração”, pontuou. Ele lembrou ainda que a transição planetária faz parte da Lei do Progresso. “É hora de termos um novo planeta pautado na caridade, igualdade e justiça”, afirmou. Léon ponderou e os seres que não estiverem afinizados com esses valores serão convidados a habitarem outros orbes.

Segundo Geraldo Campetti, o conceito de transição planetária foi apresentado em “A Gênese”, que trata do tema nos termos de “os tempos são chegados”. O movimento de transição começou a cerca de 100 anos atrás e vem acontecendo. “Veremos o surgir de um mundo muito melhor. Vamos atravessar para uma realidade mais luminosa”. Sobre os tempos de caos que se apresentam atualmente, ele explicou que “no momento de trânsito não nos sentimos confortáveis”. Campetti salientou que é preciso olhar para dentro e fazer uma limpeza.

A limpeza do planeta foi lembrada em uma das perguntas da plateia, já que grandes tragédias ambientais são vistas com frequência. Os expositores explicaram que é necessário observar a Lei da Destruição, onde ocorre a separação do joio e do trigo. Esses fenômenos é que indicam a transição, pois, segundo eles, “estamos em campo de batalha buscando a higienização não só do orbe, mas também da humanidade”.

Questionados se haveria uma data limite para o processo de transição, eles explicaram que não. No entanto, ressaltaram que está cada vez mais célere, mas não é necessário qualquer desespero. A transição não é uma hecatombe, é gradual e como toda reforma, gera transtornos. Segundo eles, esse é um período de migração e imigração de almas e que os novos tempos vêm de maneira mansa. Por ser um mundo regeneração, não será pautado pelo imediatismo. Eles finalizaram ressaltando que a Terra receberá auxílio de seres evoluídos, vindos de outros planetas, à convite de Jesus para a transição.

Por Sylvia Dimittria

Share:

© 2011 - 2017 | Comunhão Espírita de Brasília - Avenida L2 Sul, Quadra 604, Lote 27. CEP: 70.200-640

Recepção Integrada(Geral): (61)3048-1801 e (61)3048-1802 | Livraria: (61)3048-1818 | FAX: (61)3048-1821


Ouça a Rádio Comunhão

Comunhão News

Comunhão Digital

Informativo semanal da Comunhão Espírita de Brasília

Comunhão Espírita no Facebook

Postagens mais visitadas