Conversando com Mayse - Rádio Comunhão - Comunhão Espírita de Brasília

Header Ads

test

Conversando com Mayse

PROGRAMA CONVERSANDO COM MAYSE!

Um bate-papo descontraído com Mayse Braga, sobre questões espirituais e emocionais de cada um de nós. Com a participação de Jack Darsa e apresentação de Waleska Maux.

Este programa vai ao ar toda Segunda-Feira, às 21:15, pelo site www.radiocomunhao.com.br.

Toda quarta-feira, você também pode assistir no formato em vídeo, no Canal da Comunhão Espírita de Brasília no Youtube.

Participe também! Basta enviar sua pergunta ou sugestão para mayse.radio@gmail.com

Não escutou o Conversando com Mayse durante a programação da Rádio Comunhão? Ouça aqui ou faça download dos programas para ouvir quando quiser:






2 comentários:

  1. Obrigada pela dica no youtube de poder baixar os programas e ouvir nas diversas ocasiões. Vou aproveitar o trânsito impossível de SP para refletir novamente com nosso trio maravilhoso de quinta. Gratidão, Wilma

    ResponderExcluir
  2. Pergunta para o tema: "Sonhos que não se realizam": Ao longo da vida acalentamos sonhos em várias areas da nossa vida, claro que nem sempre realizamos todos,talvez o passo seja maior que a perna, os de relacionamentos, necessita da sintonia do outro, e por aí vai...Os mais sentidos, na minha visão, são os quase realizados,pois fica sempre um sentimento de como poderia ter sido...Sou uma sonhadora ativista rsrsrs, e apesar de já não ser tão jovem, na medida do possível, tento realizá-los, e se não for possível sublimá-los. Já na faixa dos dos 60 anos, me sinto tão a vontade,em demonstrar sentimento, que até me divirto! Não podemos perder a esperança de nutrir em nós a alegria de viver e a esperança de realizações, meu espírito é jovial, tento domá-lo,o ridículo não faz parte de mim.Fase feliz, realizando meus trabalhos na comunhão,isso é normal???? Exceto o período da juventude,sempre fui mais contida. As vezes penso que estou em tempo de prorrogação,recompensa por missões cumpridas, e quase 10 anos de uma depressão bipolar, medicada até hoje, acrescente a ostensividade, as vezes penso que é uma forma de compensar o tempo de reclusão ou então, pirei!!!rsrsrs

    ResponderExcluir